Endocardite bacteriana: o que é?

Dra. Cristina Júlia de A. Pires
13 de março de 2018
Dr Marcus V. M. Castro
17 de março de 2018

De olho na saúde dos dentes e do coração. Entenda sobre a inflamação que acontece as estruturas internas do coração e tem origem na cavidade oral.

Todos sabemos que cuidar da saúde bucal é de extrema importância. A lista de doenças que podem se desenvolver pela falta desse cuidado é extensa e está muito além de uma cárie ou mau hálito. Você sabia, por exemplo, que bactérias presentes na boca associadas com outras doenças podem causar uma série de infecções graves no coração? Conversamos com a dentista Luciane Castro que explica como essa patologia pode acontecer e quais são os melhores tratamentos para esse problema que é pouco conhecido e está diretamente relacionada com uma boa higienização bucal.

O QUE É ENDOCARDITE BACTERIANA?

A endocardite bacteriana é o nome dado à inflamação das estruturas internas do coração causada pela contaminação bacteriana. Essa contaminação é originada na cavidade oral e pode levar o paciente a uma internação hospitalar, e em casos mais graves, até mesmo à morte.

Existem diferentes causas que podem levar ao surgimento da endocardite bacteriana, sendo a falta de higiene bucal correta uma delas. Contudo, a causa está além desse fator, conforme explica a profissional. “A patologia pode ser contraída através do uso de agulhas nos usuários de drogas injetáveis ou até mesmo, decorrentes de tratamentos odontológicos cruentos, ou seja, quando há a presença de sangramento na hora do procedimento”.

QUAIS PROBLEMAS ELA PODE TRAZER PARA A SAÚDE BUCAL?

O que pode gerar sérios problemas de saúde para as pessoas é a falta de higiene bucal adequada. Esse quadro se agrava principalmente nos pacientes que possuem válvulas protéticas ou que tenham se submetido à cirurgia cardíaca recentemente. O foco de infecção na cavidade oral pode fazer com que as bactérias da boca caiam na corrente sanguínea, causando um quadro infeccioso grave que pode acometer o coração. “Para esses pacientes que se submeteram à alguma cirurgia ou para aqueles que já possuem históricos de doenças cardiovasculares, é imprescindível manter a saúde bucal em dia para que não ocorra o desenvolvimento da doença”, alerta a profissional.

QUAIS SÃO OS TRATAMENTOS?

O tratamento da endocardite é feito obrigatoriamente com antibióticos por via venosa que devem ser administrados por no mínimo quatro semanas. A escolha deste medicamento depende diretamente do tipo de bactéria que se alojou no coração do paciente. “Quando temos casos mais graves, onde ocorre a destruição da válvula cardíaca pela infecção, uma cirurgia de troca valvar é necessária com a implantação de uma válvula artificial”, comenta Luciane.

Fonte: Sorrisologia