Os tratamentos de bruxismo dependem da idade do paciente?

Dr. Fernando Barbosa da Silva
20 de março de 2018
Dra. Seily Parente
24 de março de 2018

O bruxismo é comum em qualquer idade, mas será que o tratamento é o mesmo para todos as faixas etárias? O que muda?

O ranger constante dos dentes, conhecido como bruxismo, é um problema extremamente desagradável para quem sofre com essa patologia. Ele acontece de forma involuntária e pode estar relacionado diretamente ao estresse, ansiedade e outras doenças. Conversamos com a dentista Adriana Ortega que explica como combater esse problema e se o tratamento muda conforme a idade do paciente.

PACIENTES DE QUALQUER IDADE PODEM SOFRER COM BRUXISMO?

Apesar de ser mais recorrente na infância, esse quadro pode estar presente em qualquer fase da vida do indivíduo já que o bruxismo pode ter condição primária, quando não possui uma causa aparente, ou secundária, quando sua origem acontece por conta de outras doenças ou do uso de substâncias como álcool, drogas ilícitas e alguns medicamentos.

BRUXISMO TEM CURA?

A palavra “cura” não seria a melhor empregada no caso do bruxismo, já que é difícil para o profissional de odontologia identificar com segurança a causa do bruxismo. “É indicado que se use a palavra “controle” quando falamos dessa doença. No entanto, uma vez eliminado o fator causador do bruxismo, os movimentos mandibulares involuntários podem cessar”, comenta a dentista. Um exemplo seria no caso do tratamento de um bruxismo secundário causado pelo uso de medicamentos. Após a retirada da substância causadora, o bruxismo tende a desaparecer. Contudo, se o uso do medicamento voltar, é possível que os sintomas do bruxismo também apareçam novamente.

OS TRATAMENTOS MODIFICAM CONFORME A IDADE?

De forma geral, as maneiras de se combater a doença são as mesmas em todas as idades. Porém, existem algumas particularidades que devem ser adotadas em crianças e adolescentes fazendo com que o controle sobre essa patologia seja um pouco diferente. “No bruxismo do sono, por exemplo, há alterações no que diz respeito ao tipo e a idade do uso dispositivo intraoral, placa, que é utilizada para cessar o ranger dos dentes”, comenta. Mas ninguém melhor que o seu dentista para indicar os melhores cuidados para esse momento. Não deixe de conversar com ele.

O TRATAMENTO DEVE SER ACOMPANHADO POR UM PROFISSIONAL E EXIGE CUIDADOS DO PACIENTE

As condutas de tratamento se mantêm semelhantes nas diferentes idades. Contudo, caso o paciente não siga as orientações pré-determinadas pelo cirurgião-dentista, as consequências do bruxismo podem se acentuar e desenvolver outras doenças. Adriana adverte: “É o caso do desgaste, por exemplo, que tem aumento ao longo do tempo se o paciente não for disciplinado no uso das placas”, finaliza.

Fonte: Sorrisologia